O que eu quero é tão simples,
É tão pouco, tão pouco...
Que nem dá pra perceber.

Mesmo assim, só você me faz sentir,
De peito aberto,
Com o coração vermelho, e a alma toda cheia de cor,
Só você me faz rimar a saudade
Que vivo sentindo do amor.

2 comentários:

Octavio Roggiero Neto disse...

nossa, que lindo que ficou seu blogue: a mais poética fachada que já vi!

Octavio Roggiero Neto disse...

este poema é simples, romântico, sincero, enfim, uma graça!