Mais um sobre o mar

Minha intenção era descrever o quão belo é o mar,
O quão fascinante é acreditar no seu horizonte,
O quão profundo é se perder no imenso azul...
Mas diante dele, quem sou eu?
Um ser pequeno e pretensioso...
Diante dele, que tenho eu?
Saudade.

2 comentários:

- εїз Fabi εїз - disse...

... a saudade também me bate.

beijos

Boa semana!

contador de histórias disse...

Diante dele sou uma gota! O orvalho, a maresia, o chuvisco fraco de manhã... mas acabo sempre devolta aos lençóis de minha origem: Oh grande mar! És mais que mar, és oceano. És o que sou sem ter pele! E essa pele é a saudade.

=*******